Arquipélago da Madeira

Destino exibe suas raízes em patrimônios históricos e monumentos fascinantes. // Famoso por ser um dos mais belos do mundo, o Arquipélago da Madeira é repleto ...

Suíça, de trem

Um passeio imperdível pela Suíça com o Grand Train Tour

Lan Lanh

Lan Lanh sobe aos palcos do Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro, para apresentar o show "Batuque da Lan Lanh" nos dias 2, 3, 4, 5, 9, 10, 11 e 12 de junho. O...

4 Haicais ilustração de Apoena Timm
Publicado em Crônicas Di-Versos
Lido 756 vezes
Avalie este item
(1 Voto)

ou Brincando de Autobiografia

Meu namorado olha fundo

algo brilha e salta

ao coração

 

No quarto escuro

Brota a semente de luz

E chega à clarão de Lua

 

Nas cidades onde vivi

Era a outra e a mesma

Poesia

 

Escrevi reportagens

Matei o verso

Estreitando a vida

 

Fazer amor no inverno

É acender uma fogueira

Iluminando o quarto e o tempo

 

Nasci no Rio Grande do Sul

herdei o erre,

Às vezes, mais cravado

 

Descobri outro país

brincando nas árvores

Lá do quintal

 

Morei no Rio de Janeiro

O esse virou sussurro

Manso

 

Violinos ciganos

naquela madrugada

Fizeram o transe parecer amor

 

Cear teu corpo

Como uma maçã

na bandeja ou no altar

 

O barco de Veneza

virou dor

Nos puteiros de São Paulo

 

Nas úmidas ruas

de Paris

amanheci chuva

 

Deus negro

traça no espaço

um feitiço de amor

 

Oceano

Abstrato poema azul

Sem linha / só luz

 

Este poema faz parte do livro Poesia Disponível para Aventuras, de Nádia Timm.

 

Última modificação em Quinta, 18 Agosto 2016 17:27
Mais nesta categoria: Órbita Luminosa »

Mais lidos

Ecoturismo

16 Out 2015 Turismo

Na Ponta do Nariz

06 Jun 2016 Artemania

Capoeira

04 Set 2016 Isto é Brasil

Cartas de Caio

22 Dez 2016 Livros

Cara-de-Bronze

05 Jun 2016 Programação em Goiânia

Acompanhe no Facebook

Online

Temos 19 visitantes

Add to Flipboard Magazine.