Arquipélago da Madeira

Destino exibe suas raízes em patrimônios históricos e monumentos fascinantes. // Famoso por ser um dos mais belos do mundo, o Arquipélago da Madeira é repleto ...

Bienal de Design

12ª Bienal Brasileira de DESIGN GRÁFICOMostra comemora 25 anos e, pela primeira vez, será realizada em Brasília

Suíça, de trem

Um passeio imperdível pela Suíça com o Grand Train Tour


Destino exibe suas raízes em patrimônios históricos e monumentos fascinantes.



// Famoso por ser um dos mais belos do mundo, o Arquipélago da Madeira é repleto de atrações para todos os perfis de turistas.

Arte Digital

  • Set 25, 2017
  • Publicado em Artemania
  • Lido 87 vezes

 
Estão abertas as inscrições da primeira Bienal de Arte Digital 2018, promovida pelo FAD, Festival de Arte Digital.
O curador é Tadeus Mucelli e o tema Linguagens Híbridas abrange exposições, performances, palestras, paineis e oficinas.

Bienal de Design

  • Ago 01, 2017

12ª Bienal Brasileira de DESIGN GRÁFICO

Mostra comemora 25 anos e, pela primeira vez, será realizada em Brasília

Suíça, de trem

  • Jul 31, 2017

Um passeio imperdível pela Suíça com o Grand Train Tour


IV Encontro Quilombola da Região da Chapada dos VeadeirosArte e tradição



Ana Paula Mota

VEM AÍ A SEGUNDA ETAPA DO ENCONTRO DE CULTURAS
TRADICIONAIS DA CHAPADA DOS VEADEIROS.
Congos, Caretadas, Festas do Divino, músicas e danças marcam a
segunda semana do Encontro de Culturas da Chapada dos Veadeiros

Entre os dias 22 e 30 de julho, os indígenas dão lugar às manifestações de
outros povos, que também são a expressão das raízes do nosso país.

O IV Encontro Quilombola da região da Chapada dos Veadeiros abre a nova semana, que também oferece
seus palcos para artistas contemporâneos e de expressão regional. Nesta etapa o poder das
festas religiosas e das artes produzidas pelo povo brasileiro é que garantem um caleidoscópio
de cores, luzes, cantos, cenas e passos.

Esta parte do evento está sediada na Vila de São Jorge, distante 36 Km de Alto Paraíso.

Algumas das apresentações programadas são: Festa da comunidade do Sítio
Histórico Kalunga; Show e gravação de DVD do grupo Passarinhos do Cerrado (GO),
dia 23/07; Festa da Caçada da Rainha de Colinas do Sul (GO); Caretada de Paracatu
(MG); Show do grupo Mawaca (SP); Show de Alessandra Leão e Caçapa (SP); Show
de Doroty Marques (Arreuní); Show de Emília Monteiro (Amapá), Silvan (PA) e Mestre
Solano (PA); Show da Turma que Faz (Grupo de jovens de Alto Paraíso); Congo de
Niquelândia e Terno de Moçambique; Show de Cátia de França (PB), Chico César e
Conrado Pêra.


O Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros é realizado
pela Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge. A produção é da Balaio Produções Culturais.
O evento conta com a parceria do Governo Federal, por meio do Ministério da Cultura
e Ministério do Meio Ambiente, do Instituto Federal de Goiás, do Governo do Estado
de Goiás, por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Seduce) e da Goiás
Turismo, e Prefeitura Municipal de Alto Paraíso.


Sábado – 22/07 - Abertura Quilombola
As atividades do sábado, 22, dão o tom da programação da semana, em São Jorge.
Uma roda de prosa, às 14h30, na Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge, abre os trabalhos
tratando dos processos de conservação do Cerrado e de suas águas, apresentando as
dinâmicas das comunidades tradicionais no manejo de suas reservas ambientais e culturais,
com foco na comunidade do Sítio Histórico Kalunga e nos povos da Chapada dos Veadeiros. A
Sussa, dança tradicional dos quilombos de Goiás, que há mais de 100 anos está presente nas
festividades deste povo, embeleza essa abertura festiva e cerimoniosa.

Uma oficina de circo,
uma palhaceata e a apresentação de teatro popular da Cia Tem Sim Sinhô, também são parte
dessa programação abre-alas.

A partir das 17h as ruas da vila recebem mais manifestações da
Comunidade Kalunga, que apresenta trechos da Folia do Divino, realiza uma Procissão com
Candeias e faz o hasteamento do Mastro do Divino Espírito Santo. O cair da noite dá lugar
a mais passos de dançadeiras de Sussa, inclusive crianças de um grupo local.

Para encerrar o primeiro dia a festa Forró Kalunga apresenta o artista Beirão, que garante que vai colocar
todo mundo pra dançar, com seu forró-punk- rock de brasileiro, que mistura rock e baião,
heavy-metal e coco, Mick Jagger e Luiz Gonzaga, John Lenon e Jackson do Pandeiro.


Domingo – 23/07 - Do Império e da Caçada ao Coco de Folia
No domingo, 23, a sabedoria popular tem espaço especial na programação do
Encontro de Culturas Tradicionais e do IV Encontro Quilombola da região da Chapada dos
Veadeiros. Logo pela manhã, às 8h, tem início a oficina de identificação de plantas do
Cerrado, que será ministrada pelo Seu Adelídio, raizeiro da comunidade de São Jorge, que
promete revelar segredos sobre a utilização da flora do cerrado para fins alimentares e
curativos.

Neste mesmo horário tem a oficina de preparação para a festa do Império Kalunga,
cuja coroação do Rei e da Rainha acontecerá no período da tarde. Também no turno
vespertino serão realizadas as oficinas de Sussa (dança típica dos quilombos de Goiás) para
crianças, oficina de danças tradicionais sergipanas e oficina de música com o grupo Mawaca.
Um desfile de moda com Tuya Kalunga também faz parte da valorização do trabalho dos povos
do cerrado.

A programação artística do dia fica por conta da Cia de Teatro Tem Sinhô e do
show de gravação do DVD dos Passarinhos do Cerrado. Pelas ruas, a população de São
Jorge e os visitantes do Encontro vão poder acompanhar trechos da Festa Caçada da Rainha
de Colinas do Sul e trechos da Festa Império Kalunga.

Segunda – 24/07 – Músicas do mundo e Danças de Improviso

Uma segunda-feira, 24, com toda arte do mundo e as danças de cada um. Neste dia
o Encontro de Culturas e o Encontro Quilombola garantem vastos conhecimentos e muito
movimento aos moradores de São Jorge e aos visitantes da cidade e do evento. Logo pela
manhã o Grupo de Dança Por Quá? e o grupo Vida Seca fazem na rua o seu Por
Acaso_Manhã de Improviso, onde todo mundo pode dançar e fazer música do jeitinho que
bem quiser.

Também nesse horário acontece uma roda de prosa sobre as potências dos
produtos do cerrado e o extrativismo sustentável. No período vespertino é a vez da música
indígena ser o tema de uma oficina sonora ministrada pelo Grupo Mawaca, de São Paulo.
Pintura intuitiva com tinturas naturais também poderão ser aprendidas, com o pessoal da Arte
Terra. Nesse dia também tem mais oficina de danças populares, também no turno da tarde. No
período noturno as ruas de São Jorge serão coloridas pela Caretada de Paracatu.

 



As atrações artísticas de palco ficarão por conta do Grupo Mawaca, e sua música mundial, e do Grupo Xaxado Novo.
 

Terça – 25/07 – Mulheres negras e forró cigano
A terça, 25, será dedicada às mulheres negras e do mundo. Pela manhã uma roda de
prosa sobre as mulheres negras na história reconhece a expressão feminina na construção da
cultura brasileira. À tarde é a vez das oficinas “Cadê o cantador?” (com Alessandra Leão),
pandeiro e percussão corporal e oficina de catira. O show Peña Folclórica, com Doroty
Marques e Turma que Faz (projeto comunitário de São Jorge com jovens da região) e a festa
Forró Cigano, comandada pelos grupos Mawaca e Xaxado Novo, são as atrações desta noite.




IV Encontro Quilombola da região da Chapada dos Veadeiros e segunda semana do XVII
Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros.
Quando: 22 a 30 de julho de 2017
Onde: Vila de São Jorge, Chapada dos Veadeiros, GO
Mais informações: www.encontrodeculturas.com.br

Barbatuques

  • Jun 29, 2017

Barbatuques "20 anos" em Goiás

O grupo referência mundial em música corporal leva à cidade shows e oficinas, comemorando este importante marco na carreira

 

Casa Verde promove espaço cultural inédito em Goiás.


//Circuito de atividades reúne som de Felamacúmbia, DJs Pri Loyola e Bruno Caveira, encontro do Leia Mulheres, exposições de Homero e muito mais na cidade de Cora

Um espaço de lazer, cultura e convivência para quem estiver curtindo a cidade de Cora nesta semana, período em que Goiás recebe a 19ª edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental, o Fica.

Festival D'Olhar

  • Jun 16, 2017

A  Praça do Sol, em Goiânia, recebe mostra de videodança, dando continuidade à segunda fase do D’Olhar – Festival Itinerante de Dança e Vídeo

Lan Lanh

  • Mai 29, 2017

Lan Lanh sobe aos palcos do Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro, para apresentar o show "Batuque da Lan Lanh" nos dias 2, 3, 4, 5, 9, 10, 11 e 12 de junho.

 O show, uma comemoração aos 30 anos de carreira da percussionista, contará, a cada edição, com a participação de grandes nomes da música brasileira como Mart?nália, Lucas Brito, Toni Platão, Armandinho, Emanuelle Araújo, Dadi e Marcio Mello.

Depois do sucesso das apresentações na Casa de Cultura Laura Alvim, a Secretaria de Estado de Cultura fechou uma nova temporada para a artista, dessa vez com ingressos a preços mais acessíveis, variando entre R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada).


Os batuques dos cajóns, atabaques e pandeiros de Lan Lanh passeiam pelos afrosambas de Vinícius, Baden Powell e seguem misturando levadas da sua Bahia natal.

O frevo "Taiane" de Osmar Macedo, o xote "Pitada de Tabaco" de Riachão, além dos afoxés "Bananeira Song", "Zum Zum Preguiça" e o samba de roda "Sereiar", canções autorais do seu último disco solo "Mi" - lançado em 2013 pela LAB 344.

No show "Batuque da Lan Lanh", a percussionista é acompanhada pelos músicos João Felippe Brasil e Guto Menezes que costuram as melodias com lindos arranjos de cordas de violão, viola caipira, guitarra baiana, baixo e cavaquinho.

 

A percussionista encara todos os tipos de sons e ao longo de sua carreira dividiu seu talento com consagrados artistas da música brasileira e internacional.

Começou na música na banda Lan Lan e os Elaines, da qual Cássia Eller era a produtora, cantora e compositora. Depois tocou com Elba Ramalho, Tim Maia, Titãs, Marisa Monte, Cássia Eller, Nando Reis, Carlinhos Brown, Ana Carolina, a americana Cindy Lauper, a quem acompanhou em turnês na Europa e no Brasil, Ron Wood, o coletivo francês Nouvelle Vague, entre outros.

Em 2003, ganhou o prêmio revelação da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA), após o sucesso de "100 Xurumela" e "Com Ela".

 




Batuque da Lan Lanh no Teatro Glaucio Gill

Dias: 2, 3, 4, 5, 9, 10, 11 e 12/06

Horários: Sextas e sábados às 21h e domingos e segundas às 20h

Endereço: Praça Cardeal Arco-Verde, s/n, Copacabana

Tel bilheteria: (21) 2332-7904 (aberta de segunda a domingo, das 16h às 20h)

Ingressos: R$30 (inteira) / R$15 (meia-entrada)

Duração: 90 min      

Classificação etária: 14 anos



fonte:ASCOM Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro

Anita e Garibaldi

  • Mai 23, 2017

Vale a pena conferir " Anita, um Romance sobre a Coragem", de Thales Guaracy, que acabou de ser lançado pela Editora Record.

Trata-se de uma obra para se ler de um fôlego só.

Emocionante e rico em informações sobre um tempo fundamental da construção do Brasil, o trabalho traduz a história dimensionada numa esfera poética, de rara beleza.

Mais lidos

Ecoturismo

16 Out 2015 Turismo

Na Ponta do Nariz

06 Jun 2016 Artemania

Capoeira

04 Set 2016 Isto é Brasil

Cartas de Caio

22 Dez 2016 Livros

Cara-de-Bronze

05 Jun 2016 Programação em Goiânia

Acompanhe no Facebook

Add to Flipboard Magazine.