Arquipélago da Madeira

Arquipélago da Madeira

Destino exibe suas raízes em patrimônios históricos e monumentos fascinantes. // Famoso por ser um dos mais belos do mundo, o Arquipélago da Madeira é rep...

Suíça, de trem

Suíça, de trem

Um passeio imperdível pela Suíça com o Grand Train Tour

Lan Lanh

Lan Lanh

Lan Lanh sobe aos palcos do Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro, para apresentar o show "Batuque da Lan Lanh" nos dias 2, 3, 4, 5, 9, 10, 11 e 12 de junho. ...

Biomassa Fernando Jader Mantau - Smart Filmes
Publicado em Mundo Melhor
Lido 5916 vezes
Avalie este item
(2 votos)

Biomassa de Banana verde: o maior coringa da alimentação saudável

Saiba mais sobre seus benefícios e como fazer, esse tesouro que vai trazer muita saúde a sua vida



por Ana Lima

Não bastasse ser uma das frutas mais consumidas, saborosas e adoradas no Brasil, a banana tem benefícios que vão além do que se imagina. Principalmente, no caso do fruto ainda verde, usado para fazer a famosa, biomassa de banana verde, o verdadeiro coringa da culinária saudável.

Como nos contou a chef Lidiane Barbosa a massa ganhou esse apelido por ser um espessante natural de sabor neutro, e que pode ser usado na substituição de muitos ingredientes, como por exemplo os clássicos creme de leite, maionese e leite condensado.

As vantagens são incontáveis além de pouco calórica, baixo teor de açúcares, o fruto ainda verde, atua na proteção da mucosa gástrica e também apresenta conteúdo significativo de amido resistente, o qual age no organismo de forma similar a fibra alimentar, ou seja, tudo de bom para o nosso intestino.

Ainda segundo a chef, como possui baixo índice glicêmico, faz com que a sua digestão e absorção seja mais lenta, ou seja quantidade de glicose liberada no sangue é mais lenta também, aumentando a saciedade e contribuindo para a prevenção do desenvolvimento de diabetes e combatendo o acúmulo de gordura corporal.

RESUMO dos benefícios da biomassa de banana verde:

- tem baixíssimo índice glicêmico, sendo super interessante em doenças como diabetes e hipercolesterolemia;

- é rica em amido resistente, que promove saciedade, ajudando na perda de peso;

- rica em prebióticos que nutrem os probióticos ("bichinhos bons") do nosso intestino, melhorando a flora intestinal (consequentemente temos melhor absorção de vitaminas e minerais, intestino em bom funcionamento e maior produção de serotonina);

- além de melhorar a serotonina por melhora da flora intestinal é ainda rica em triptofano que é precurssor desse neurotransmissor (serotonina = hormônio da felicidade e bem estar);

- fonte de inúmeras vitaminas, entre elas as do complexo B que promovem aumento do pique e energia.

Aprenda com a chef Lidiane Barbosa a forma correta de fazer a queridinha da gastronomia funcional, Biomassa de Banana Verde.

 
RECEITA:

Tire as bananas uma a uma do cacho, cuidando para que esse corte seja bem rente para que nenhuma parte interna sofra contaminação no momento do cozimento.

Lave uma a uma com água e sabão enxaguando bem.

Em uma panela de pressão coloque água até a metade, ligue o fogo e deixe essa água ferver.

Quando estiver fervendo coloque as bananas. Muito importante a água estar fervendo, pois, esse choque térmico faz parte do processo.

Tampe a panela, a água deve ser suficiente para deixar as bananas "cobertas", e quando começar a ouvir o barulho da pressão, abaixe o fogo, conte 8 minutos e desligue. Deixe que a pressão toda saia naturalmente da panela, não acelere o processo, não abra a panela.

 Destampe a panela e descasque as bananas, cuidado, pois, estarão quentes. Mas terá que ser feito com elas ainda quentes para facilitar o processo.

Bata no liqüidificador, se necessário acrescentar um pouco de água para formar uma pasta e esta pronta.

 VALIDADE : 3 a 6 meses no congelador. Eu costumo congelar em potes de vidro porções de 200 GR para utilizar de uma vez quando descongelada.

Na geladeira o ideal é consumir em até  três dias.

 

 

MAIS SOBRE LIDIANE BARBOSA

A chef que já exerceu a advocacia é apaixonada pela cozinha desde a adolescência. Numa viagem de intercâmbio pela Europa, em 2002, trocou uma especialização com foco na carreira jurídica pelo curso de gastronomia na Escola de Restauració I Hostalatge, de Barcelona.
Não demorou muito para ela mergulhar de cabeça na gastronomia funcional. Fez pós-graduação e outras especializações na área. No ano passado, teve a oportunidade de expandir seus conhecimentos estudando na Le Cordon Bleu, em Paris. E, neste ano, no Natural Gourmet Institute, em Nova York.


Lidiane tem como "bandeira" a disseminação da comida "de verdade", o uso de ingredientes integrais, frescos e orgânicos, incentivo ao produtor local, a utilização das plantas alimentícias não convencionais (PANCS) e a socialização por meio da comida. É também especialista em gastronomia sem glúten e sem outros alergênicos.


A chef é requisitada para consultorias a restaurantes e bistrôs pelo Brasil. No currículo, são 13 estabelecimentos em Belém, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Santa Catarina e São Paulo. E desenvolve ainda consultoria de produtos para diversas marcas.

Última modificação em Terça, 27 Dezembro 2016 22:56
Mais nesta categoria: Saúde e Beleza »

Deixe um comentário

Mais lidos

Tradição dos Manjericos

Tradição dos Manjericos

23 Jun 2016 Turismo

Na Ponta do Nariz

Na Ponta do Nariz

06 Jun 2016 Artemania

Ecoturismo

Ecoturismo

16 Out 2015 Turismo

Capoeira

Capoeira

04 Set 2016 Isto é Brasil

MULHERES / MUJERES

MULHERES / MUJERES

25 Jan 2019 Livros

Acompanhe no Facebook

Online

Temos 44 visitantes

Add to Flipboard Magazine.