Arquipélago da Madeira

Arquipélago da Madeira

Destino exibe suas raízes em patrimônios históricos e monumentos fascinantes. // Famoso por ser um dos mais belos do mundo, o Arquipélago da Madeira é rep...

Suíça, de trem

Suíça, de trem

Um passeio imperdível pela Suíça com o Grand Train Tour

Lan Lanh

Lan Lanh

Lan Lanh sobe aos palcos do Teatro Glaucio Gill, no Rio de Janeiro, para apresentar o show "Batuque da Lan Lanh" nos dias 2, 3, 4, 5, 9, 10, 11 e 12 de junho. ...

Os ganhadores também receberão o financiamento de suas inscrições e a concessão de passagens e hospedagem para participarem do VI Congresso da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano e II Congresso Ibero-americano de Bancos de Leite Humano, que vão acontecer de 24 a 27 de junho de 2015, em Brasília. Os ganhadores também receberão o financiamento de suas inscrições e a concessão de passagens e hospedagem para participarem do VI Congresso da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano e II Congresso Ibero-americano de Bancos de Leite Humano, que vão acontecer de 24 a 27 de junho de 2015, em Brasília.
Publicado em Mundo Melhor
Lido 1270 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Fiocruz lança prêmio para jovens pesquisadores


Cristiane DÁvila / Ascom Icict

A Fiocruz, por intermédio da Rede de Bancos de Leite Humano (rBLH), está lançando um prêmio inédito para descobrir jovens talentos que fazem do leite humano e da amamentação seus objetos de pesquisa.

Trata-se do 1º Prêmio Jovem Pesquisador da Rede de Bancos de Leite Humano, que está com inscrições abertas de 1º de novembro de 2014 a 31 de janeiro de 2015 no site www.premiorblh.icict.fiocruz.br.

O prêmio vai contemplar trabalhos em três linhas de investigação: Processamento, controle de qualidade e utilização do leite humano; Assistência em amamentação na rBLH; Comunicação e informação na rBLH. Os primeiros colocados de cada área temática – três do Brasil e três do exterior – serão premiados com intercâmbio técnico, no período de sete dias, em um dos Centros de Referência em Banco de Leite Humano da rBLH.


Os ganhadores também receberão o financiamento de suas inscrições e a concessão de passagens e hospedagem para participarem do VI Congresso da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano e II Congresso Ibero-americano de Bancos de Leite Humano, que vão acontecer de 24 a 27 de junho de 2015, em Brasília.

“A proposta do prêmio nasceu porque a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (rBLH-BR) e o Programa Ibero-americano de Bancos de Leite Humano (IberBLH), que compõem a rBLH, reconhecem as pesquisas desenvolvidas por profissionais da área e querem incentivar estudantes universitários, ou graduados com até 10 anos de formação, a apresentarem trabalhos que poderão contribuir para o fortalecimento das ações desenvolvidas em países da América Latina, Caribe, Península Ibérica e África, onde há centenas de bancos de leite humano em atuação”, explica o coordenador da Rede Brasileira e do Programa Ibero-americano de Bancos de Leite Humano, João Aprígio Guerra de Almeida.

Para João Aprígio, a rede se constrói, consolida e expande na inovação, compreendida como elemento estruturante de suas ações. Além de gerar soluções inovadoras para o Sistema Único de Saúde (SUS), a rede, no âmbito de sua atuação em assistência, informação e comunicação, pesquisa, ensino, desenvolvimento tecnológico, qualidade e cooperação internacional, também auxilia a Fiocruz a cumprir seu papel de agência de Estado.

“Os três eixos de investigação propostos pelo prêmio são centrais para a rBLH. O ‘Processamento’ vai abordar aspectos relacionados ao avanço do conhecimento científico e tecnológico, no âmbito da segurança alimentar e nutricional na atenção neonatal. A ‘Assistência’ em amamentação coloca a mulher como protagonista do processo e vai contemplar pesquisas sobre novas estratégias de promoção, proteção e apoio à amamentação.

A “Comunicação” vai avaliar as novas contribuições para o campo da comunicação e da informação direcionadas para a rBLH”, detalha do coordenador da rBLH.

A premiação dos trabalhos acontecerá durante o VI Congresso da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano e II Congresso Ibero-americano de Bancos de Leite Humano, que serão realizados de 24 a 27 de junho de 2015, em Brasília.

Os eventos reunirão representantes dos 24 países que compõem a Rede de Bancos de Leite Humano, a Área Técnica da Saúde da Mulher e da Criança do Ministério da Saúde, a Coordenação Nacional e as Referências Estaduais em BLH, a Agência Brasileira de Cooperação (ABC/MRE), a Fundação Oswaldo Cruz, a Organização Pan-americana de Saúde (Opas), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e a Secretaria Geral Ibero-americana

(Segib), além de profissionais e estudantes de Bancos de Leite Humano de todo o Brasil e dos países da rBLH.

Regulamento e informações sobre o prêmio estão disponíveis aqui.

Histórico

A história da Rede de Bancos de Leite Humano começa em 1986, quando se percebe que o modelo anglo-saxão de banco de leite humano do Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), criado em 1943, estava muito afastado da realidade brasileira e do que se esperava para o Sistema Único de Saúde (SUS). Esse modelo, voltado para a coleta e a distribuição de leite humano, concebia o leite como uma secreção, e não como um alimento funcional. Em outras palavras, o processo se limitava à doação, não englobava a promoção, a proteção e o apoio ao aleitamento materno visando a segurança alimentar e nutricional em neonatologia.

Assim foi criado um novo modelo, chamado de novo paradigma. Resultado: em 2001, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano como um dos projetos que mais havia contribuído, no mundo, para a redução da mortalidade infantil. Assim teve início um apelo internacional para que a iniciativa fosse aplicada em outros países.

Em 2005, no 4º Congresso Brasileiro de Bancos de Leito Humano, do qual participaram 12 países da América Latina, se discutiu como levar a Rede BLH do Brasil para toda a região. Neste evento também aconteceu o 1º Fórum Latino-americano de Bancos de Leite Humano, no qual foi produzido um documento, denominado Carta de Brasília, em que os países signatários assumiam o compromisso de contribuir para a construção da rede Latino-americana de Bancos de Leite Humano.

Em decorrência dessa iniciativa, foi iniciada a implantação de bancos de leite humano em 18 países da América Latina e Caribe hispânico. Em 2007, então, foi formulado o Programa Ibero-americano de Bancos de Leite Humano, aprovado no mesmo ano pela Cúpula dos Chefes de Governo e de Estado da Ibero-América.

A implantação de um banco de leite humano inclui a transferência de tecnologia dos processos de conservação e controle de qualidade, tecnologia, e a instalação do sistema de informação e gestão de bancos de leite humano, coordenado pelo Icict.

O sistema integra o serviço, o conhecimento científico e tecnológico, os indicadores, o monitoramento, a comunicação, a aplicação de recursos financeiros e o geoprocessamento.

Em termos operacionais, a ação vem sendo viabilizada por mecanismos de cooperação técnica, em que a Fiocruz atua diretamente com o país cooperante, com apoio técnico e financeiro da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério de Relações Exteriores do Brasil.

Última modificação em Domingo, 18 Janeiro 2015 20:10
Mais nesta categoria: KidZania »

Deixe um comentário

Mais lidos

MULHERES / MUJERES

MULHERES / MUJERES

25 Jan 2019 Livros

Tradição dos Manjericos

Tradição dos Manjericos

23 Jun 2016 Turismo

Na Ponta do Nariz

Na Ponta do Nariz

06 Jun 2016 Artemania

Ecoturismo

Ecoturismo

16 Out 2015 Turismo

Capoeira

Capoeira

04 Set 2016 Isto é Brasil

Acompanhe no Facebook

Online

Temos 38 visitantes

Add to Flipboard Magazine.